fbpx

A Indústria Está Incorporada em Grande Parte da Sociedade

| Leticia Rocha • 25/05/21

Atualmente, o setor industrial está incorporado em grande parte da sociedade, e é impossível imaginar como seria a vida sem este setor.

É importante ressaltar que podemos contar com um grande advento tecnológico: a Indústria 4.0. Assim, tecnologias como impressão 3D, big data, processamento em nuvem e inteligência artificial, são ferramentas que podem ser aplicadas para lidar com qualquer situação.

A 4ª Revolução Industrial diz respeito às máquinas que operam de maneira inteligente. Através da fusão entre o mundo físico e digital, as transformações tecnológicas estão forçando diversas organizações a repensarem seus processos.

Em comemoração ao Dia Nacional da Indústria, separamos algumas informações acerca do setor e a sua relação com a Indústria 4.0 ao transformar processos, aumentando a produtividade e capacidade produtiva.

História da Indústria no Brasil

A história da indústria brasileira é recente comparada à de outros países. Isso porque a maior parte das instalações industriais estão ligadas à manutenção, consolidação e integração dos setores.

Afinal, apenas nos anos 1990, o Brasil, ao notar o contexto industrial ao redor do mundo, decidiu adotar uma política de competitividade. E esse fator permitiu com que a economia brasileira aumentasse de maneira considerável.

Dessa forma, o dia 25 de maio é uma data importante, pois as homenagens são destinadas às indústrias, um setor conhecido por abranger os mais variados tipos de mercados.

Portanto, o Dia Nacional da Indústria foi escolhido em homenagem ao patrono da indústria nacional, Roberto Simonsen, que faleceu na data em 1948.

Simonsen foi engenheiro industrial, administrador, professor, historiador e político, além de membro da Academia Brasileira de Letras (ABL).

Impacto da pandemia na Indústria

A crise exigiu mudanças rápidas para suportar o novo cenário sem uma reestruturação profunda. E como o avanço da tecnologia é inevitável, devemos sempre estar em constante aprendizado.

Por isso, vários empreendimentos precisaram se adaptar a essa realidade, em que as tecnologias da Indústria 4.0 são parte fundamental para caracterizar tudo o que há de moderno para produção dos bens de consumo, como automação, inteligência artificial e internet das coisas.

Assim, agilidade, escalabilidade e automação são algumas das palavras-chave da nova era de negócios.

Dessa forma, enquanto empresas lutavam para continuarem funcionando, seja por conta da falta de funcionários ou insumos, outras reestruturaram seus processos para acompanhar o aumento na demanda, como no caso de suprimentos médicos.

Portanto, devemos reavaliar e repensar nossos modos de consumo, fornecimento, interação e produtividade.

A modernização da Indústria Brasileira

O movimento de modernização está iniciando no Brasil. As empresas continuam associadas aos tradicionais modelos de produção, pouco sofisticados e dependentes de processos manuais.

Apesar disso, a pesquisa da Fiesp indica que o conhecimento das empresas de foco industrial sobre a indústria 4.0 está em crescente. Muitos gestores veem o conceito como uma oportunidade, e não risco.

Ou seja, a tendência é que a indústria 4.0 se inclua gradualmente nas empresas, conforme o preparo para investir e necessidade de inovar de cada um.

Segundo a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), a aderência à indústria 4.0 poderá acontecer de forma gradual, assim, estima-se que, em até 10 anos, 15% das empresas já tenham o conceito inserido em suas atividades.

Leia mais: A relação da automação com o aumento da margem de lucro

O que é Indústria 4.0?

A Indústria 4.0 é um conceito que leva inovação tecnológica para a produção.

Esse movimento permite controle da informação e automatização dos processos, que facilita o trabalho e acelera o ritmo produtivo.

Mas, apesar da ciência proporcionar benefícios, a internet e automação dos processos são o centro da nova indústria.

As máquinas estão mais informatizadas, permitindo um desempenho autônomo e com pouca influência humana.

Automação e Produtividade

Melhorar a produtividade é uma das grandes metas da indústria, independentemente da sua vertical e as cadeias de suprimentos precisam se reconfigurar em tempo real.

Assim, a combinação de recursos ideais definirá o sucesso das empresas, permitindo que a produção seja dimensionada conforme a demanda, através de análises que avaliem a necessidade de determinado produto e a disponibilidade de matéria-prima para sua fabricação.

Por isso, a Indústria 4.0 busca cada vez mais a manutenção baseada em plataformas inteligentes e integradas, analisando as informações sobre desempenho e confiabilidade enviadas por sensores para reduzir falhas ou paradas inesperadas.

Pensando nisso, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou uma pesquisa que comprova: empresas com tecnologias da indústria 4.0 estão mais preparadas.

Esse estudo utilizou dados de empresas que já adotaram tecnologias da Indústria 4.0 com aquelas que ainda relutam em adotar. Confira:

  • 54% das indústrias com tecnologias da Indústria 4.0 registraram um lucro igual ou superior antes da pandemia. O índice cai para 47% para quem não se adequou;
  • 30% das indústrias que adotaram tecnologias 4.0 aumentaram o quadro de funcionários, contra 22% das que não adotaram;
  • A lucratividade é maior em 29% das empresas indústrias que adotaram tecnologias da Indústria 4,0, caindo para 25% para aquelas que não adotaram nenhum recurso;
  • Entre aquelas que utilizam sistemas de conexão máquina-máquina e sensores, os percentuais são de 32% e 30%.
  • Por fim, a pesquisa revelou que as tecnologias da Indústria 4.0 que mais impactam positivamente na lucratividade das empresas são os sistemas de conexão máquina-máquina, sensores, big data e inteligência artificial.

Benefícios da Indústria 4.0

Os benefícios adquiridos com a implantação da Indústria 4.0 são diversos.

Afinal, o uso das tecnologias na indústria permitiu aumentar, em 22%, a capacidade produtiva de empresas dos variados segmentos.

Entretanto, muitos empreendedores acreditam que requer altos investimentos, em que somente grandes empresas possuem acesso ao modo de produção.

Por isso, antes de investir na modernização dos processos, é preciso um planejamento adequado com a realidade da sua empresa.

Dessa forma, poderá acarretar a redução dos custos, de forma gradual,  sem interferir no orçamento.

Leia mais: Você sabe o que é Indústria 4.0? 

Como se preparar para a nova Indústria?

A Indústria 4.0 está relacionada às inovações tecnológicas, tendências e maneiras de se integrarem.

Se você deseja preparar sua empresa para o futuro da Indústria 4.0, acompanhe nossas dicas:

  1. Avalie as necessidades da sua empresa

Você precisa fabricar mais produtos em menos tempo? Na era da Indústria 4.0, identificar áreas de melhoria é o primeiro passo para obter mais benefícios da revolução.

  1. Identifique o papel da automação

Se você faz parte de uma pequena empresa, provavelmente pensa que a Indústria 4.0 não atende às suas necessidades. Mas antes de rejeitar o conceito, considere os benefícios:

  • Computação e processos controlados;
  • Informações em tempo real sobre os estágios do desenvolvimento de produtos;
  • Otimização da operação.
  1. Eduque sua força de trabalho

Em todas as fases no processo de mudança, tenha certeza de que seus funcionários sejam instruídos das novas operações. Isso irá garantir uma transição suave, com menos estresse, reduzindo os erros.

Leia mais: Como a automação aumenta a produtividade da sua empresa?

E se você quer empreender com os equipamentos corretos e contar com uma assistência completa para qualquer lugar do país, saiba que a Cetro oferece soluções completas para automatizar sua produção de maneira prática e rápida.

Continue acompanhando o Blog da Cetro para novos conteúdos que podem contribuir com seu crescimento pessoal, profissional e empresarial.

Cadastre-se em nossa newsletter e fique sabendo das novidades em seu e-mail!